whatsapp
X
 
O que é banda de rodagem do pneu e por que se preocupar com ela?

O que é banda de rodagem do pneu e por que se preocupar com ela?

Você sabe o que é a banda de rodagem do pneu do seu carro? Se não, então deveria conhecer. Afinal, ela é uma das partes mais importantes do item e tem função primordial toda vez que você sai de casa com o seu automóvel.

Na prática, ao conhecer bem a banda de rodagem dos pneus do seu carro, fica mais fácil aprender como conservá-la, escolher o modelo certo para o seu veículo e ter uma experiência de direção mais prazerosa.

E aí, quer saber do que estamos falando e garantir o melhor desempenho para o seu carro? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que é banda de rodagem do pneu?

A banda de rodagem é a parte do pneu que fica toda no chão. Ela é, portanto, a “superfície” do pneu, por assim dizer, sendo responsável pela aderência do carro com o solo, além de manter sua estabilidade também (inclusive na prevenção da aquaplanagem). No geral, esse segmento do pneu é dividido em três partes diferentes. São elas:

  • sulcos;
  • ranhuras;
  • barras.

Os sulcos são os “buracos” ou intervalos da banda sem borracha. Eles causam aqueles desenhos que vemos na superfície de um pneu. Os sulcos têm várias funções importantes, sendo que a principal é a de refrigerar os pneus. Afinal, se a peça está rodando e em contato direto com o atrito do solo, ela gera calor, o que pode ser um problema. Os sulcos ajudam nisso.

A segunda função dos sulcos, igualmente importante, é a de drenar a água por onde o pneu passa, evitando a aquaplanagem e garantindo mais segurança e dirigibilidade em cenários de chuva.

Já as ranhuras são pequenas entradinhas que ficam nas partes mais laterais da banda. A função dessas entradinhas é a de diminuir o barulho que o pneu faz ao rodar. Além disso, elas também ajudam a diminuir a temperatura do objeto permitindo a entrada de ar na sua superfície.

Por fim, a última parte da banda de rodagem é justamente as barras de borracha. São elas que entram em contato com o solo e produzem a tração necessária quando o veículo anda. As barras podem mudar de densidade dependendo da qualidade ou quantidade de borracha utilizada pela fabricante, deixando o pneu mais ou menos duro.

Assimétrico, simétrico ou direcional: quais os formatos da banda de rodagem?

No geral, uma banda de rodagem pode formar certos “desenhos” na sua superfície pelo posicionamento dos seus sulcos, ranhuras e barras. Esses desenhos podem seguir três padrões específicos. São eles:

  • direcional;
  • simétrico;
  • assimétrico.

Cada desenho tem um tipo de efeito na hora da direção. Siga a leitura para saber mais sobre o assunto!

Banda direcional

O pneu com banda direcional tem um formato bem característico, já que o “desenho” dos sulcos e ranhuras apontam para um único sentido. Normalmente, ele é simétrico também (ou seja, os dois lados são iguais) e contam com uma “flecha” na lateral do pneu indicando qual é a sua direção de rodagem. Na prática, o pneu direcional conta com um desempenho melhor na pista molhada e seca por causa do seu padrão. Entretanto, ele é também muito mais ruidoso do que os outros tipos. Por causa disso, costuma ser usado apenas em competições esportivas e não é muito comum ver um pneu do tipo em um carro “normal”.

Banda simétrica

A banda de rodagem simétrica é o modelo mais tradicional para pneus e costumava ser a regra do mercado no passado (e hoje também, de certa forma). Nesse padrão, se você traçar uma linha no meio do pneu, vai notar que os dois lados têm o mesmo desenho, o que faz com que haja uma simetria na banda.

As vantagens disso é que, normalmente, é o pneu mais barato de se produzir. A produção pode ser em massa e não é necessário usar formas especiais na fabricação dos pneus. Além disso, eles costumam ter possibilidades de rodízio e podem ter uma maior durabilidade, embora isso dependa de cada modelo.

Banda assimétrica

A banda assimétrica é uma novidade do mercado, mas vem ganhando espaço e importância na fabricação de pneus. Ela se caracteriza por ter desenhos diferentes na banda de rodagem. Por exemplo, pode ter dois sulcos pequenos do lado de “fora” e um sulco grande do lado de “dentro”. Por essa razão, o pneu assimétrico não pode ser instalado em qualquer direção, pois perde a sua eficiência. Normalmente, há uma indicação gravada na lateral da peça indicando qual é o lado correto de montagem.

Na prática, o pneu assimétrico gera maior estabilidade na direção e melhor controle também, além de produzir um ruído muito menor. Ele é bom na pista molhada, embora não permita a opção de rodízio.

Pronto, agora você já conhece tudo que precisava saber sobre a banda de rodagem de um pneu. Lembre-se de sempre manter atenção ao desgaste dela, atente-se para o TWI e cuide bem do pneu do seu carro.

Gostou do conteúdo? Então que tal aprender mais sobre como cuidar do seu veículo? Para isso, curta nossa página no Facebook e siga nosso Instagram!

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Estreito

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Centro

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade São José

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Palhoça

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Madre Benvenuta

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Campeche

×