Vale a pena equipar o veículo com um kit GNV?

A alta do preço dos combustíveis tem deixado muitos motoristas alarmados, especialmente quando o automóvel é fundamental para garantir o sustento do lar. Quem ganha o salário viajando ou rodando pela cidade, certamente precisará lidar com uma redução de rendimentos. Quem usa o carro todo dia para ir trabalhar e ainda deve lidar com o trânsito, sabe o quanto o valor acrescido pesa no bolso. Quem pode, começa a evitar andar de carro sempre que possível. Economizar é sempre necessário. Pensar que está gastando muito mais para fazer o mesmo trajeto é algo realmente muito frustrante, certo?

Diante da absurda alta de preços, o consumidor naturalmente se pegará pensando na viabilidade de se equipar o seu veículo com um kit GNV (Gás Natural Veicular), mas certamente tem muitas dúvidas. Afinal, não se sabe, na prática, se isso pode afetar o veículo negativamente ou não, sendo necessário se informar antes de fazer a adaptação, que pode custar cerca de 3 mil reais a depender do veículo.  

De acordo com os especialistas, o Gás Natural Veicular é considerado como um combustível de queima limpa, já que é composto por enxofre. Isso significa que problemas ambientais resultantes da “queima suja” não ocorrem com o uso do GNV. Trata-se de um combustível associado ao petróleo, que pode ser encontrado no subsolo. Portanto, para quem tem consciência ambiental e deseja aliviar o peso constante da alta do álcool ou gasolina no bolso, a possibilidade é bastante atraente.

 

Economia

 

Apesar de o custo de instalação ser bastante salgado (podendo chegar até 6 mil reais a depender do tamanho do cilindro, uma economia significativa poderá ser observada no dia a dia do consumidor que optar por instalar o kit GNV. Além de ser o combustível mais barato da atualidade rende mais do que qualquer outro e, dependendo do uso do veículo, o valor de investimento pode ser rapidamente recuperado.

Viabilidade e cautela antes de decidir

Até o momento, há poucos contras no que diz respeito à instalação do kit, mas é interessante que você converse com o seu mecânico de confiança para saber se é ou não indicado para o seu veículo. Há diversos pormenores relacionados à marca e modelo que podem afetar essa decisão. Em muitos casos, cuidados de manutenção e formas de dirigir mais conscientes podem representar, por si só, uma grande economia. Afinal, quando falamos de gastos relacionados ao veículo, precisamos considerar todas as suas demandas de manutenção. Decisões erradas que geram problemas mecânicos podem aumentar os gastos e trazer problemas irreversíveis.

Portanto, tendo em mente que o GNV é um combustível amplamente aprovado por especialistas, cabe a cada consumidor estudar a possibilidade de instalação no seu veículo. Considere se você pretende ficar com ele por bastante tempo, o seu histórico de manutenção, suas peculiaridades e diversas outras questões relevantes para a tomada dessa decisão. Se constatar que não lhe trará nenhum problema e que o investimento lhe retornará em pouco tempo, é certo que a adaptação é válida.

Deixe um comentário

Seu comentário será enviado para moderação.

Desenvolvido por Inside Digital