whatsapp
X
 
Pneu recauchutado: o que é e por que não usar no seu carro

Pneu recauchutado: o que é e por que não usar no seu carro

Comprar pneus novos para um carro pode não ser exatamente barato. Por causa disso, muitos motoristas optam por apostar em itens mais em conta, como um pneu recauchutado, por exemplo.

No entanto, o uso de pneus que não são novos e que não saíram diretamente da fábrica das maiores empresas do mundo pode ser nocivo para o seu carro, além de colocar o motorista e sua família em risco.

Se você está se perguntando se vale ou não a pena comprar um pneu recauchutado, este texto é para você. Aqui, você aprenderá o que é esse tipo de pneu, como ele é feito e se deve ou não usá-lo. Por isso, siga a leitura até o fim.

O que é um pneu recauchutado?

Um pneu recauchutado é um pneu que foi reaproveitado depois de já ter sido desgastado. A ideia é tentar dar uma vida nova à peça, de modo que ela possa voltar a ser usada. Além disso, o objetivo é criar uma alternativa barata para os consumidores.

Por conta disso, o pneu recauchutado é bastante procurado por quem quer pagar pouco e precisa de um pneu urgente para colocar no seu carro. Todavia, o objeto não é muito recomendado para os motoristas, pois oferece riscos sérios, além de não representar uma economia real.

Para saber o porquê disso, temos que entender como os pneus recauchutados são feitos. Veja a seguir.

Como o pneu recauchutado é feito?

Para produzir um pneu recauchutado, é necessário matéria-prima, conhecimento, equipamentos corretos e uma técnica especializada no assunto. 

O procedimento é feito da seguinte maneira:

O primeiro item necessário é um pneu já desgastado, que chegou ao TWI e não será mais usado pelo motorista, sendo descartado ou vendido para uma empresa especializada no assunto.

Então, o pneu é coberto por uma camada de borracha que é colada na sua superfície, ficando em cima do desgaste. 

Resumindo: o pneu recauchutado não é nada mais do que um pneu desgastado, mas com uma superfície nova.

Em função disso, ele dificilmente percorrerá uma grande distância. Para se ter ideia, o padrão mais ou menos aceitado da indústria é que um pneu novo rode algo entre 50 mil a 60 mil quilômetros. Isso, claro, é uma expectativa, já que existem muitos fatores que podem interferir no assunto.

No entanto, um pneu remodelado (que é também reaproveitado, mas com uma técnica mais cuidadosa) roda metade disso. Um recauchutado, então, roda muito menos, já que só tem uma camada de borracha por cima.

Devo ou não usar um pneu recauchutado?

A resposta é um sonoro não. Afinal, um pneu recauchutado só parece ter vantagens, mas na verdade não tem nenhuma.

O principal argumento de quem usa pneus recauchutados: eles são mais baratos. Mas será que são mesmo? Façamos a conta.

Um pneu recauchutado custa, em média, algo como R$280,00. Um Pirelli P4000, que é um pneu de ótima qualidade e durabilidade, sendo recomendado para carros compactos, custa aproximadamente R$350,00.

Diante do exemplo, sim, o recauchutado é mais barato, mas a diferença não é tão grande. São apenas R$70,00.

No entanto, o Pirelli P4000 novo deverá rodar mais ou menos de 50 mil até 60 mil quilômetros, dependendo do estado de conservação da pista, do balanceamento e alinhamento do carro, além de outros fatores.

Já o pneu recauchutado não chegará à metade disso. Com sorte, rodará 20 mil, talvez 15 mil quilômetros.

No melhor cenário para ambos, você precisaria comprar 3 pneus recauchutados para andar a mesma quilometragem que um pneu novo.

Agora é só fazer as contas: 3 vezes R$280,00 resulta em R$840,00. E aí, o que é mais barato para rodar 60 mil quilômetros: um pneu novo de R$350,00 ou 3 recauchutados de R$840,00? Bem óbvia a resposta, não é?

Isso porque nem começamos a falar em outras questões. Um pneu novo vem com garantia das fabricantes, por exemplo, algo que você não terá com o recauchutado. 

Além disso, as maiores marcas do mercado testam incansavelmente um pneu para saber se ele está em condições de ser instalado no seu carro. Afinal, a prioridade número 1 delas é evitar um acidente e colocar seus clientes em risco. Já o pneu recauchutado não é testado.

Pra completar, tem um fato simples: isso tudo é considerando que o recauchutado seja bem feito, por uma equipe que entenda do assunto. Essa não é a realidade, não é mesmo? A maioria dos pneus desse tipo no mercado são feitos com equipamentos antigos e sem controle de qualidade, ou seja, na prática, os resultados são ainda piores.

Como pode ver, não vale a pena comprar um pneu recauchutado para o seu carro. Ele rende pouco, não há garantia e não protege o seu veículo. Pelo contrário: é um fator de risco. Por isso, opte por comprar pneus novos, já que são melhores para o seu bolso e sua segurança.

Se você gostou das nossas dicas, curta nossa página no Facebook e siga nosso Instagram para acompanhar mais informações úteis!

Deixe um comentário

Seu comentário será enviado para moderação.

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Florianópolis

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade BR-101 São José

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Palhoça

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Madre Benvenuta

×