whatsapp
X
 
Troca de freios: como saber quando fazer o procedimento?

Troca de freios: como saber quando fazer o procedimento?

O processo de troca de freios é importantíssimo para um carro. Afinal, estamos falando de um dos sistemas mais influentes de um automóvel. Se há uma falha no sistema de frenagem, o risco para o motorista e sua família pode ser gigantesco.

Por isso, não se deve brincar com a troca de freios e nem deixar para “fazê-la depois”. É importante realizar o procedimento no tempo certo, para manter o carro sempre protegido.

Mas… que tempo certo é esse? Qual é o melhor momento para realizar a troca de freios? É o que veremos neste artigo.

Portanto, continue lendo para saber como proteger o seu automóvel!

Entendendo o sistema de freios de carros

Para entender quando devemos fazer a troca de freios, precisamos em primeiro lugar entender como funciona o sistema de freios de um carro.

Para simplificar um pouco a questão, o freio conta com basicamente três principais componentes:

  • o disco do freio;
  • a pastilha do disco;
  • o fluido do sistema.

Existem, claro, outros elementos que servem de estrutura para o sistema (pedal, cilindro mestre, circuito hidráulico e outros), no entanto, esses são os pontos principais.

Todos os três elementos devem ser trocados de tempos em tempos por causa da função que executam.

O sistema de freios funciona, de maneira simples, assim:

Quando o carro anda, ele vai gerando energia cinética. É por isso que podemos parar de acelerar e, mesmo assim, o carro vai continuar se movendo, já que há energia cinética nas rodas para mantê-lo em frente.

O que o sistema de freios faz é criar atrito nas rodas para dissipar aquela energia cinética. Por isso, quando apertamos o pedal dos freios, um fluido é movido pelo cilindro mestre para forçar os discos a “se fecharem”, causando atrito entre as pastilhas.

Isso dissipa a energia cinética e faz a roda parar de girar. No entanto, como é óbvio, tanto o fluido quanto as pastilhas e discos acabam se desgastando muito no processo e precisam ser trocados.

Quando realizar a troca de freios?

Uma informação importante que todo motorista deve ter é saber que cada um dos elementos que mencionamos como os principais de um sistema de freios tem um tempo específico para ser trocado.

Pois é: os discos, as pastilhas e o fluido não se desgastam ao mesmo tempo. Por isso, é importante ficar de olho nos sinais dados pelo seu carro para entender quando é hora de fazer a troca de freios.

Para saber a melhor hora para trocar os componentes do sistema de freios, é importante ler com muita atenção o Manual do Proprietário. Lá estarão todas as indicações do prazo de troca das peças.

No entanto, é verdade que nem todos guardam o manual em casa. Por isso, se você não tem mais o documento por qualquer razão que seja, vamos tentar ajudá-lo.

Quando fazer a troca sem o Manual?

A parte dos freios que mais se desgasta é a pastilha. Não é à toa: ela literalmente sofre com atritos a cada frenagem. De acordo com a Cesvi-Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária do Brasil), a pastilha do freio não pode ser mais fina do que 2mm.

No entanto, você não precisa ir lá medir a pastilha do seu freio todos os dias. Existem duas maneiras simples de saber quando chegou a hora de fazer a troca.

A primeira é com um sensor que fica nas rodas e cuja função é unicamente medir a espessura das pastilhas. Nem todos os carros possuem o sistema, mas a maioria dos automóveis mais recentes contam com a tecnologia. Se o seu carro tiver o recurso, basta ficar de olho na luz amarela de manutenção para saber que chegou a hora de trocar a pastilha.

Porém, se o carro não tem esse recurso, basta ficar com os ouvidos atentos na hora de frenar. Se você ouvir um barulho metálico, é sinal de que a pastilha está fina demais e chegou a hora de trocá-la.

Quando for fazer a troca da pastilha, é importante que o mecânico já faça a revisão dos discos. Necessariamente não é preciso trocar os dois juntos, uma vez que o disco ainda pode estar bom, mas é importante conferir a situação.

Por fim, o fluido leva mais tempo para que seja feita a sua troca. Isso porque o seu problema acontece com a constante entrada de umidade no cilindro mestre. Com o tempo, o fluido do freio perde viscosidade e eficácia. 

Normalmente, o ideal é trocar o fluido com base na periodicidade determinada pela montadora. Se você não souber qual é, deve seguir o padrão de 30 mil quilômetros ou 2 anos de uso, o que vier primeiro.

Portanto, resumindo:

  • troque as pastilhas a cada 10 mil quilômetros ou quando o sensor acender ou quando ouvir o barulho metálico;
  • verifique os discos quando for trocar a pastilha;
  • troque o fluido a cada 30 mil quilômetros ou 2 anos de uso, o que vier primeiro.

E aí, gostou do artigo? Agora que você já sabe quando fazer a troca de freios, não esqueça de visitar a sua mecânica ou auto shopping favorito no prazo correto!

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Estreito

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Centro

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade São José

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Palhoça

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Madre Benvenuta

×