Tipos de óleo de motor: qual escolher entre 5W30, 15W40, 20W40 e outros?
  • 16879
  • 0

Tipos de óleo de motor: qual escolher entre 5W30, 15W40, 20W40 e outros?

Se você tem um carro há bastante tempo, provavelmente já passou pela situação de chegar em uma oficina mecânica para trocar o óleo e ficou em dúvida sobre qual produto escolher para o seu automóvel. O atendente provavelmente apresentou vários tipos de óleo de motor com termos como 5W30, 15W40, 20W40 e muito mais, o que pode ter deixado tudo ainda mais confuso.

Se você já passou por uma situação assim, saiba que não é o único. É normal ter muitas dúvidas sobre os diferentes tipos de óleo de motor do carro, especialmente por causa da sua nomenclatura confusa. Por exemplo, qual óleo é mais grosso: o 20W50 ou o 15W40? Além disso, será que alguém pode usar óleo 15W40 no lugar do 5W30? Um determinado óleo roda quantos quilômetros?

Para elucidar essas questões, precisamos entender melhor como funcionam os tipos de óleo de motor. Vamos lá?

Quais são os tipos de óleo de motor?

Quando falamos em óleos de motor de carro, temos dois principais elementos a ter em conta: o tipo e a viscosidade. Normalmente, há uma confusão em relação a essas duas características. Quando você fica em dúvida entre um modelo 15W40 ou um 5W30, você está em dúvida sobre a viscosidade do material e não o seu tipo. Nós falaremos sobre esse elemento mais adiante.

Já sobre o tipo do óleo, a dúvida é exatamente sobre como ele é feito. Existem 3 tipos diferentes. Veja quais a seguir!

Óleo Mineral

O óleo mineral é o tipo mais comum do mercado nacional. Ele é feito através da transformação de componentes do petróleo e, por isso, é bem mais barato do que os outros tipos. Ele também tem menos viscosidade do que outros modelos, além de ter menos resistência a altas temperaturas. Normalmente, ele dura ao redor de 5 mil quilômetros (considerando a média de 20 mil quilômetros rodados por ano no Brasil, isso significa que ele dura mais ou menos 3 meses).

Óleo Semissintético

O óleo semissintético é um tipo de óleo que é obtido pela mistura de uma base sintética com o óleo mineral. Ele fica no meio termo entre o mineral e o sintético, sendo normalmente utilizado em caminhonetes. Isso porque elas têm motores mais potentes e funcionam melhor com o óleo natural, mas se beneficiam também das características básicas da base sintética (especialmente na limpeza da borra).

Isso não significa, no entanto, que o óleo semissintético não possa ser usado em carros “normais”. Pode sim, só é mais comum em caminhonetes.

Óleo Sintético

Por fim, o óleo sintético é um tipo de material criado em laboratório através de reações químicas. Por causa disso, ele é muito mais puro do que o mineral e ganha mais viscosidade, além de ser mais resistente a mudanças de temperatura ou de condições dentro do motor. Por fim, ele também ajuda mais na limpeza do motor, pois não tem impurezas que causam a borra do motor.

Por conta de todas essas características, o óleo sintético é muito mais duradouro do que o mineral ou semissintético. Normalmente, ele dura entre 18 a 20 mil quilômetros, o que significa que ele só seria trocado uma vez por ano com base na média de rodagem nacional (mais vezes caso você ande mais, óbvio). No entanto, ele é também bem mais caro do que as outras opções.

Quais são as classificações de viscosidade dos óleos?

Você pode estar se perguntando: “Mas o que esse óleo mineral ou sintético tem a ver com o 15W30 que eu vejo na embalagem?”. O que acontece é que ele ser de base mineral ou sintética é o TIPO do óleo. No entanto, cada produto tem a sua viscosidade medida também.

A viscosidade é um elemento do óleo que mede o quão líquido ele é em determinadas condições de temperatura. Isso é importante porque o óleo muda a sua viscosidade quando está em temperatura ambiente (fica mais “grosso”) e quando está aquecido pelo motor (fica mais “líquido”, mais fluido). Esse nível de viscosidade afeta o funcionamento do motor e, portanto, as fabricantes determinam um valor específico de viscosidade do óleo para que a peça funcione sem problemas.

A leitura da viscosidade funciona assim:

  • Classificação da Viscosidade em temperatura ambiente | W | Classificação da viscosidade com motor funcionando

Ou seja: um óleo de classificação 15W40 tem viscosidade 15 quando em temperatura ambiente (é mais grosso) e 40 quando o motor está em funcionamento (é mais fluído). O W na classificação vem do termo em inglês Winter, que significa inverno. É, portanto, a sinalização da viscosidade do óleo na temperatura ambiente mais baixa.

Posso usar óleo X em vez do óleo Y?

Essa é uma dúvida muito comum que os motoristas têm. A pessoa vê no Manual do Proprietário que precisa do óleo 20W40, mas chega na loja para comprar e não tem nenhum modelo nessa classificação. Ela pode substituir por outro óleo? 

Pode sim, mas desde que respeite uma regrinha:

  • a viscosidade em temperatura ambiente deve ser menor do que a indicada, enquanto a viscosidade com o carro funcionando deve ser maior.

Por exemplo, se o indicado é um óleo 20W30, é permitido usar um óleo 15W40 (a viscosidade em temperatura ambiente é menor e a com o carro funcionando é maior). Já se o carro pede um óleo 5W40, não é permitido usar o 15W40.

Pense sempre nessa regrinha básica e você não errará na escolha. Depois disso, é só optar por um modelo mineral, sintético ou semissintético de acordo com seu contexto.

Prontinho! Agora você já domina os diferentes tipos de óleo de motor de carro e já sabe qual produto comprar quando for fazer a troca em uma oficina mecânica de sua preferência. Lembre-se de que o mais importante é sempre seguir as orientações da fabricante do carro, escritas no manual do proprietário. Ela sabe quais são as variações de óleo que podem ir no motor e, portanto, qual produto você deverá comprar.

Gostou das nossas dicas? Então acompanhe nosso Facebook e Instagram e veja mais conteúdos de qualidade para aprender a cuidar melhor do seu carro!

Desenvolvido por Inside Digital
ATENDIMENTO
(48) 3240 4900
WHATSAPP
(48) 3380 7900
E-MAIL
clique aqui
ORÇAMENTO RÁPIDO