O que você deve revisar no seu carro usado?

O que você deve revisar no seu carro usado?

O mercado de usados possui um alto fluxo, independente da situação econômica do país. Por mais que as condições para se comprar um veículo 0 km melhorem, é indiscutível a viabilidade de se adquirir um veículo completo e bem conservado por um preço melhor. É claro que o sonho de todo mundo que é apaixonado por carro é adquirir um novo, porém nem sempre isso é possível. Às vezes a urgência de ter um veículo não permite a espera de se ter condições financeiras para se adquirir um novo. Mas você sabe o que você deve revisar no seu carro usado após adquiri-lo?

 

Conferindo a quilometragem

 

A quilometragem de um veículo nem sempre tem uma relação fixa com o tempo de uso. Há pessoas que rodam muito e em diversos tipos de terreno e há quem simplesmente ande pela cidade, para ir ao trabalho e voltar. Cada um tem um hábito diferente e isso significa que você precisa conferir a quilometragem, primeiramente porque afeta diretamente o valor do veículo e em segundo lugar porque é ela que vai definir o que você deve revisar no seu carro usado.

 

Se o veículo possui mais de 20 mil quilômetros rodados, é recomendável que você faça o alinhamento e o balanceamento das rodas, não se esquecendo em dar uma boa conferida nas condições dos pneus para saber se estão gastos ou não. Isso é extremamente importante para garantir a segurança do veículo e a sua estabilidade, principalmente quando trafegar em alta velocidade ou em dias de chuva.

 

Checagens importantes para revisar no seu carro usado

 

Há alguns itens que não podem ser ignorados, como as pastilhas de freio, por exemplo, que deve ser revisada a cada 5 mil km. Se o antigo dono não está com essa revisão em dia é recomendável que você faça. Um sinal de que as pastilhas estão gastas é um som agudo característico que o veículo apresenta durante uma frenagem mais intensa. Em todo o caso, converse com o vendedor para ficar por dentro do que já foi feito.

 

Outro componente importante e que muitas pessoas ignoram é a correia dentada, que é responsável por ligar o eixo comando das rodas ao virabrequim do motor, sincronizando essas duas partes e assegurando de que as válvulas de admissão e de escapamento possam abrir e fechar no exato momento em que são acionadas. A correia dentada apresenta desgaste proporcional à quilometragem e às condições de uso do veículo. Embora seja um componente barato, quando se arrebenta pode causar problemas sérios ao motor.

 

É importante também ficar atento às trocas de óleo, filtro de óleo e demais filtros existentes no veículo. Invariavelmente, os filtros possuem uma vida útil de 10 mil km, devendo ser substituídos depois desse período. As trocas já efetuadas ficarão indicadas no próprio veículo. Para saber o máximo possível sobre sua condição, não deixe de fazer perguntas ao vendedor! Nenhuma dúvida deve permanecer.

Deixe um comentário

Seu comentário será enviado para moderação.

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat