whatsapp
X
 
Meu carro quebrou: o que devo fazer?

Meu carro quebrou: o que devo fazer?

Uma das piores sensações que um motorista pode ter é constatar que seu carro quebrou no meio de uma estrada, com pouco apoio por perto ou sem saber exatamente como consertar o veículo (sequer se você tem as ferramentas para tal).

Se você está nessa situação atualmente, lendo este artigo em seu smartphone parado no meio da estrada, nós lamentamos a situação. Mas, mais do que isso, vamos ajudar a ensinar exatamente o que você deve fazer para resolver o problema.

Vamos lá?

O que fazer assim que o carro quebrou?

O seu carro quebrou agora e você está nervoso? Pode ser o último conselho que você quer ouvir, mas é preciso manter a calma. Mesmo que você tenha alguém passando mal no carro, a situação só vai piorar se você se estressar.

Além disso, é necessário ter calma para tomar as decisões corretas para resolver o problema. Por exemplo, onde está o carro agora? Se você está em uma estrada, tente direcioná-lo para o acostamento. Se está na cidade, em uma rua movimentada, tente movê-lo para a calçada de modo que não atrapalhe outros motoristas e permita que o fluxo continue para a chegada de ajuda.

Qual é o primeiro passo para consertar o problema?

Um erro muito comum cometido por motoristas é tentar consertar o carro na rua ou na estrada em que ele está. Além de não ser seguro, ainda é uma infração do Código de Trânsito que rende multa, sabia? É o que diz o Artigo 179 do Código de Trânsito.

Por isso, em vez de optar por tentar consertar o carro, cuide primeiramente da sinalização da via, de modo a evitar acidentes e alertar os outros motoristas do seu problema.

O procedimento é bem fácil:

  • comece ligando o pisca-alerta;
  • pegue o triângulo do carro e o coloque na distância recomendada para a via;
  • faça a sinalização nos dois sentidos da via, se ela for de mão dupla.

Para saber a distância correta do triângulo, tem um truque muito fácil: basta adicionar um passo por cada quilômetro de velocidade máxima da via.

Por exemplo, suponha que você está na estrada que permite 100 quilômetros por hora. Conte 100 passos em uma direção e coloque o triângulo. Se a estrada tiver velocidade máxima de 80 quilômetros por hora, conte apenas 80 passos.

E agora, o que devo fazer?

Com tudo sinalizado, é hora de fazer um pequeno diagnóstico que ajude a explicar porque o carro quebrou. Isso é necessário pois pode ajudar o mecânico que terá de corrigir o problema. É claro que você provavelmente não saberá efetivamente o que aconteceu, mas pode anotar em um papel os sintomas do carro.

Além disso, tentar dar uma olhada no problema pode informar ao mecânico ou funcionário da seguradora que tipo de equipamentos levar para cuidar do seu carro.

Depois disso, é hora de ligar para a oficina mecânica de sua preferência, guincho ou para a seguradora do seu automóvel, caso tenha um seguro automotivo.

Antes disso, no entanto, pegue o seu smartphone e abra o Google Maps. No aplicativo, clique no ícone de localização e ele mostrará onde exatamente você está, inclusive com a latitude e longitude. Anote esses dados para passar para o socorro, que usará para localizar você mais rapidamente. Outro aplicativo que faz o mesmo serviço é o Waze.

Caso não tenha smartphone ou esses aplicativos, o melhor a fazer é tentar se localizar pela altura aproximada da sua rodovia, além de algum tipo de ponto de referência, caso haja. É comum que as rodovias tenham intervalos específicos com postos de gasolina, placas ou outros elementos que informem a localização.

O que fazer em seguida?

Depois de ligar para a sua seguradora, para um guincho, oficina mecânica ou outro tipo de socorro, não há nada a fazer além de esperar. O mais indicado é aguardar do lado de fora do automóvel, para diminuir os riscos de acidente ou assalto.

Assim que a ajuda chegar, é só levar o carro para consertar e pronto, ele voltará a funcionar normalmente.

Como evitar ter o carro quebrado no meio da estrada?

Caso você planeje sair de férias ou fazer alguma longa viagem, é importante investir em manutenção preventiva para não sofrer esse tipo de situação.

A manutenção preventiva ajuda a identificar momentos de risco antes que eles aconteçam e permitem que as peças fiquem melhor cuidadas. Além disso, caso seja necessário, a preventiva abre a margem de intervenção para consertar o problema.

Por exemplo, caso for pegar a estrada, verifique o estado dos pneus para saber do desgaste deles. Se preciso, vá comprar pneus novos para evitar problemas. O mesmo vale para filtros de motor e outras peças.

Seguindo esses cuidados, você não terá problemas, mesmo que o seu carro quebre na estrada. Assim, uma situação que é naturalmente ruim ficará, pelo menos, um pouco remediada.

Gostou de aprender o que fazer quando o carro quebrou? Então não esqueça de curtir a nossa página no Facebook e seguir nosso Instagram para acompanhar mais dicas de qualidade!

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Estreito

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Centro

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade São José

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Palhoça

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Madre Benvenuta

×