5 dicas para entregadores de motos

5 dicas para entregadores de motos

Existem muitas dicas para entregadores de motos no momento. Afinal de contas, esse é um dos trabalhos mais realizados na pandemia, com a economia no estado em que se encontra atualmente. Considerando o índice de desemprego atual e as oportunidades que surgem no mercado de trabalho, fazer entregas para aplicativos é uma das opções mais seguras para quem está sem emprego e tem uma moto.

Dito isso, é importante compreender que fazer entregas é uma atividade que precisa ser muito bem pensada para ser positiva e vantajosa. Afinal de contas, existem muitos custos envolvidos e o entregador precisa de muita disciplina para faturar o suficiente para ter lucro e conseguir um bom ganho para pagar as contas de casa como desejado.

Quer conhecer algumas dicas para entregadores de motos? Então, confira a leitura do artigo abaixo!

5 dicas para entregadores de motos

1. Tenha bons pneus

Não são muitos os entregadores de motos que dão atenção aos pneus que têm instalados em suas motos. O problema dessa abordagem é que os pneus são parte essencial da moto e influenciam diretamente tanto no seu lucro, quanto na sua qualidade de direção.

Em primeiro lugar, os pneus custam dinheiro e devem ser trocados sempre que ficam carecas. Como um entregador roda muito, é possível ter de trocar de pneus todos os meses, por exemplo. É um gasto considerável. Portanto, quanto maior a quilometragem, mais tempo sem precisar trocar as peças e maior a economia.

Em segundo lugar, os pneus influenciam no gasto de combustível da moto. Quanto maior a resistência que a peça tem ao rodar, mais força o motor precisa fazer (e mais gasolina ele queima!). Portanto, escolha um pneu com baixa resistência ao rodar para não gastar muito combustível (especialmente com os preços de hoje).

2. Controle o gasto de gasolina com atenção

A gasolina é um dos maiores gastos que os entregadores têm. Afinal, o preço atual do combustível é de R$ 7,00 o litro. Imagine um entregador que precisa rodar 70 quilômetros por dia em uma moto que faz 14 km/l. Nesse exemplo, o entregador precisaria de 5 litros de combustível por dia. Trabalhando 22 dias por mês (para folgar 2 dias por semana), ele precisaria de 110 litros de gasolina, o que equivale a R$ 770,00 por mês com a gasolina no preço atual.

Portanto, é vital ter atenção ao seu consumo de combustível para garantir que você está rodando uma boa quilometragem por litro e que suas corridas valem o valor que você gastará na rodagem. Faça sempre o cálculo de quilômetros por litro e veja se você ganha o suficiente para bancar aquela viagem ou se você fará a entrega no prejuízo.

3. Faça a manutenção da moto periodicamente

É importante cuidar da sua moto regularmente para garantir que ela esteja em condições para ser usada sem grandes problemas. Afinal de contas, você não quer ficar na mão e perder um dia agitado de entregas (reduzindo o seu Score no app) porque ficou parado com a moto na oficina.

Lembre-se de que é preciso fazer mais revisões do que o normal quando se é entregador. Além da moto ser mais importante, você está rodando muito mais e, assim, desgastando as peças mais rápido. No exemplo anterior, por exemplo, nosso entregador roda 1.540 quilômetros por mês. Considerando que algumas peças precisam ser trocadas a cada 2.000 quilômetros, ele precisaria ir à oficina uma vez a cada dois meses, no mínimo.

4. Tenha atenção aos sinais da moto

Você é um entregador e está na sua moto todos os dias por horas. Portanto, você a conhece como ninguém e está na melhor posição para saber se há algo de errado. Quando se usa a moto por tanto tempo, é comum começar a notar pequenos desvios de comportamento. Hoje ela levou meio segundo a mais para ligar, amanhã ela dá uma engasgada em uma situação que não costumava dar.

Tudo isso são sinais de que há algo de errado. Assim que notá-los, vá a um mecânico de confiança para resolver o problema antes que seja tarde demais.

5. Tenha um MEI ou outro tipo de formalização para a atividade

Por fim, é vital que você se formalize como entregador para ter alguns direitos em relação à Previdência Social. Hoje em dia, os entregadores podem trabalhar como MEI e ter acesso a benefícios como a aposentadoria, auxílio-doença e salário-maternidade. Isso é muito importante para a sua vida no futuro.

Agora que você viu essas dicas para entregadores de motos, o próximo passo é colocá-las em prática para melhorar a sua atividade e conseguir melhores condições gerais, além de mais segurança e mais tranquilidade ao trabalhar. O ponto mais importante a ter em mente é contar com um bom pneu de moto que possa permitir mais conforto ao pilotar e, claro, menos gastos para você.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e envie as dicas para outros entregadores que você conheça!

Desenvolvido por Inside Digital
ATENDIMENTO
(48) 3240 4900
WHATSAPP
(48) 3380 7900
E-MAIL
clique aqui
ORÇAMENTO RÁPIDO