whatsapp
X
 
5 cuidados com o carro no frio

5 cuidados com o carro no frio

Com a chegada do inverno, é importante saber como proteger o seu carro para evitar os problemas que a estação traz para os automóveis.

Pois é: cada estação tem um tipo de cenário específico que influencia o seu veículo de forma diferente. No verão, por exemplo, você precisará se preocupar mais com as chuvas torrenciais de fim de tarde, além do calor intenso e forte Sol.

No inverno, o contexto é outro e as preocupações são diferentes. Por isso, se você quer aprender quais os principais cuidados para se ter com o carro no frio, siga a leitura para saber como conservar seu carro nesse momento!

1. Faça uma revisão no aquecedor do seu carro

Um problema clássico do inverno é o motorista adoecer quando começa a ligar o aquecedor. Isso acontece por um motivo bem simples: na maior parte do ano, nós simplesmente não ligamos o aquecedor do automóvel. Afinal, o Brasil é um país bem quente e não precisamos do recurso. No entanto, durante o pico do inverno, é normal que as temperaturas caiam bastante, especialmente no Sul.

Nesse período, é quando ligamos o aquecedor que ficou parado o ano inteiro. Entretanto, durante esse tempo inativo, ele acumulou bactérias e poeira que podem transmitir doenças e outros problemas para o motorista e sua família. Por isso, assim que sentir que o tempo esfriou, vá até uma oficina mecânica para limpar o sistema do aquecedor e evitar esse transtorno.

A mesma coisa acontece com o ar-condicionado, então é importante mantê-lo funcionando um pouquinho durante o inverno para evitar que ele acumule bactérias e manter seus componentes bem lubrificados.

2. Tome cuidado com os pneus do carro no frio

Os pneus do carro não chegam a exigir muitos cuidados no inverno, mas é bom olhar para essas peças do carro no frio com um pouco mais de atenção. São dois problemas centrais na questão: a pressão e o risco nas ruas.

O primeiro acontece porque tanto o calor extremo quanto o frio afetam o pneu e podem mudar a sua pressão. Portanto, é importante acompanhar a calibragem da peça para garantir que está tudo certo com ela. Não é preciso mudar a forma de calibrar o pneu, basta seguir a tabela de calibragem no manual do proprietário. Apenas monitore mais regularmente a pressão.

O segundo passo é o fato de que o inverno costuma trazer neblina, camadas de gelo e obstáculos na pista, especialmente no Sul do país. Por isso, dirija com cuidado sempre para evitar danos aos pneus.

3. Tenha atenção ao que fazer para dar partida no carro no frio

Um problema clássico do inverno é não conseguir dar partida no carro. Você senta no automóvel, gira a chave, mas o motor não consegue pegar no tranco. O que fazer nesse caso?

Esse tipo de situação acontece muito mais comumente em motores alimentados com etanol pois o combustível não produz vapores facilmente no inverno. Isso faz com que seja mais difícil dar partida no veículo.

É por isso que carros flex, especialmente mais antigos, vêm com o famoso “tanquinho”, que é um reservatório para gasolina e que pode ser usado para dar partida no inverno. É importante verificar que a gasolina ali está em boas condições (deve ter menos de 4 ou 5 meses).

Caso o automóvel não tenha tanquinho, que é o caso de veículos mais recentes, o ideal é verificar se o carro tem um sistema de partida a frio. Normalmente, esses sistemas aquecem os bicos injetores para poder vaporizar o etanol mais facilmente.

4. Conte com o trabalho da injeção eletrônica

Se você já teve um carro mais antigo, deve se lembrar da necessidade de ficar esquentando o motor em casa antes de sair com o veículo. O problema é mais ou menos o mesmo do item anterior: você até consegue dar partida, mas o combustível ainda está frio demais e, por isso, não produz os vapores no ritmo necessário e o motor morre no meio do caminho. Por isso, é necessário esquentá-lo para facilitar a vaporização do etanol e gasolina.

No entanto, atualmente, a maior parte dos carros conta com injeção eletrônica. Ela cuida disso e você não precisa esquentar o carro em casa, economizando gasolina e tempo. 

5. Use a sua bateria com cuidado durante o inverno

Por fim, um dos últimos cuidados com o carro no frio é com a sua bateria. Ela pode arriar mais facilmente pois a baixa temperatura dificulta que a reação química dentro dela aconteça e gere a energia para o veículo.

Além disso, as condições naturais do inverno fazem com que ela tenha de trabalhar mais para poder funcionar. Por exemplo, o óleo lubrificante do motor fica mais viscoso no frio, o que exige mais da bateria do carro. Nós também usamos mais o aquecedor e outros recursos, o que exige mais do recurso.

Por isso, o ideal é seguir um plano de manutenção preventiva antes do frio começar. Depois, adote bons hábitos de condução com a sua bateria, como evitar dar partida com o rádio ou o farol ligado, por exemplo.

Esses são os principais cuidados com o carro no frio. Ao segui-los, você conseguirá passar pelo inverno com mais facilidade e sem danos ao seu automóvel.

Gostou das dicas e quer acompanhar mais conteúdo? Então curta nossa página no Facebook e siga nosso Instagram!

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Estreito

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Centro

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade São José

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Palhoça

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Madre Benvenuta

×