whatsapp
X
 
Depois dos 20.000 km rodados: entenda quais são os cuidados que você precisa ter com seu veículo
  • 3414
  • 0

Depois dos 20.000 km rodados: entenda quais são os cuidados que você precisa ter com seu veículo

Quando adquirimos um veículo novo ou com menos de 10.000 km rodados, podemos relaxar por um tempo antes de começar as manutenções indicadas pelo fabricante. Na hora da primeira revisão, no entanto, é interessante procurar a concessionária e deixar o carro nas mãos de profissionais especializados naquela marca e modelo, especialmente porque nas primeiras revisões há diversos descontos e não há ainda a necessidade de fazer a troca de componentes.

É recomendável ficar de olho na lista de serviços e produtos que as concessionárias disponibilizam. Antes dos 10.000 km dificilmente o veículo sofre algum tipo de desgaste considerável, exceto em casos isolados de utilização. Muitos motoristas preocupados com a prevenção de problemas acabam por fazer serviços que ainda não são necessários para um veículo que ainda é tão pouco rodado. O ideal é ter mecânicos e oficinas de confiança para consultar o que realmente é preciso ou não fazer no veículo no momento da revisão dos 10.000 km. Porém, nas revisões a partir dos 20.000 km há alguns cuidados a serem tomados com o veículo com vistas à saúde de sua mecânica e para garantir uma melhor conservação e fazer com que pareça novo por muito mais tempo.

Alinhamento e balanceamento

É natural que a geometria da suspensão do veículo sofra alterações com o uso contínuo e a cada 10.000 km rodados ou em caso de impactos violentos na suspensão (ex. buracos) é importante checar e fazer o alinhamento e balanceamento das rodas, que podem gerar um gasto maior de combustível, trepidação, desgaste irregular dos pneus e risco de acidentes, caso estejam desalinhadas.

Cristalização ou espelhamento da pintura 

Incluímos esse serviço em nossas recomendações após os 20.000 km, mas é preciso fazer algumas ressalvas. Muitos profissionais oferecem o serviço até mesmo antes disso e é importante lembrar que o veículo sai da loja com uma camada de verniz para proteger a pintura. Com 20.000 km rodados é possível que a pintura possa mostrar sinais de opacidade e desbotamento, de modo a ser necessário o serviço. O valor de revenda certamente aumentará caso o veículo ostente uma pintura brilhante e de cores vivas.

Substituição das velas de ignição

Por mais que este problema possa passar despercebido pelo condutor, é interessante trocar as velas a partir dos 30.000 km e essa recomendação vale pelo aumento no consumo de combustível e pela perda de desempenho do motor causada pela perda de intensidade da faísca. Essa regra pode variar de acordo com o veículo e é interessante consultar o seu manual.

Troca dos fluidos de freio

A falta de atenção para a troca dos fluidos de freio depois dos 20.000 km pode gerar oxidação nas peças internas do sistema, comprometendo-o como um todo. Portanto, é importante acrescentar na lista da revisão dos 20.000 km a troca dos fluidos de freio e a checagem de todo o sistema, já que uma frenagem eficiente é essencial para garantir a segurança do condutor e dos passageiros em qualquer situação.

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Estreito

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Centro

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade São José

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Palhoça

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Madre Benvenuta

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Campeche

×