whatsapp
X
 
Troca dos pneus: como saber o momento certo?

Troca dos pneus: como saber o momento certo?

Sempre que buscamos responder a pergunta do título desse post, acabam surgindo ainda mais dúvidas. De fato, não existe uma resposta pronta quanto ao momento certo de fazer a troca dos pneus. No entanto, o que verificamos são algumas dicas e informações importantes que devem ser levadas em conta antes de decidir que o momento chegou.

Quando um pneu pode ser considerado careca? Como prolongar a vida útil dos pneus do carro? Quais fatores devem ser levados em conta na hora da preparação para a troca dos pneus? É provável que você já tenha ao menos pensado em uma dessas perguntas. Sendo assim, trouxemos algumas respostas que podem lhe ajudar nessa tarefa. Confira a seguir!

Levando em consideração o desgaste, qual o momento certo para a troca dos pneus?

Por lei, a altura mínima dos sulcos é de 1,6 milímetro. Abaixo disso, o pneu é considerado careca e deve ser trocado imediatamente. Caso contrário, o veículo estará sujeito à apreensão. 

Portanto, para facilitar a identificação, existe um marcador de desgaste em relevo na base dos sulcos na banda de rodagem. Ele é chamado TWI e indica o momento certo de fazer a troca. Para localizar o marcador, procure por um triângulo ou pela sigla TWI na lateral do pneu. Siga, então, uma linha reta do triângulo até a banda de rodagem para localizar o marcador. Se ele estiver visível, significa que essa é a hora certa de trocar os pneus do veículo.

Os pneus têm data de validade?

Há, aqui, muita confusão quanto à validade ou à garantia dos pneus. O que muitos especialistas afirmam é que o prazo de 5 anos após a data de fabricação ou compra dos pneus funciona mais como a garantia do produto. É convenção dos fabricantes oferecerem 5 anos de cobertura a partir da data de fabricação, ou da emissão da nota. Ou seja, se ocorrer algum problema dentro desse período, a empresa revendedora do pneu será responsável por dizer se houve falha de fabricação ou mau uso pelo condutor.

E onde fica a data de fabricação?

Carimbada na parte externa do pneu, próximo ao DOT. Os últimos 4 algarismos indicam a semana e o ano em que o pneu foi produzido. Por exemplo: se os últimos números são 3416 significa que a fabricação foi na 34ª semana de 2016. Outra forma mais simples de validar a garantia do pneu é através da nota fiscal. A partir da emissão da nota fiscal, conta-se 5 anos de cobertura. Por isso, a importância de pedir e guardar a nota fiscal na compra do produto.

Qual a vida útil dos pneus?

A forma e a frequência como eles são utilizados influenciam muito no período de duração do produto e na posterior troca dos pneus. Sendo assim, para pneus de carros de performance, com índices H, Y e ZR (que suportam velocidades acima de 210 km/h), o recomendável é troca em 5 anos, já que pedem maior aderência. Em carros populares, a recomendação sobe para 10 anos, mas isso quando o produto estiver bem conservado e com balanceamento, alinhamento e calibragem em dia.

Como prolongar a vida útil adiando a troca dos pneus

O alinhamento de direção, balanceamento de rodas e o rodízio é recomendável a cada 10 mil quilômetros rodados, pelo menos. Ou caso o condutor tenha um impacto muito grande na roda. Mesmo que o motorista não considere que o volante está torto ou puxando para um lado, é sempre bom verificar em um mecânico de confiança, pois o pneu pode ter um desgaste irregular.

Já a calibragem, deve ser feita em média de 15 em 15 dias, com pneus frios. Portanto, dê preferência ao serviço feito próximo ao trabalho ou à residência e sempre no mesmo posto de confiança. Isso porque, dependendo da mangueira ou do calibrador, pode haver diferença no resultado.

Caso sinta que há algo de errado com o pneu, mesmo dentro da garantia dos 5 anos, a dica é ir à uma revenda especial ou a um especialista para melhor avaliação, independentemente de quanto tem de sulco profundo ou se ainda aparenta estar novo. Mesmo que não aparente, pode ser que o pneu precise ser trocado.

Lembre-se sempre de dar atenção também ao estepe!

A regra da validade serve principalmente para o estepe! Assim, sendo utilizado ou não, ele deve ser trocado de cinco em cinco anos, pelo menos. Portanto, lembre-se também de checar periodicamente como ele está para calibrá-lo, sobretudo antes de longas viagens. Se possível a troca do estepe deve acompanhar a troca dos pneus.

10 mandamentos do bom pneu!

Com a finalidade de facilitar ainda mais essa tarefa, separamos algumas dicas que te ajudam a prolongar a vida útil dos compostos e, assim, evitar gastos com a prematura troca dos pneus. Confira:

1 – Calibre os pneus a cada 15 dias.

2 – Verifique as condições dos pneus sempre que cair em um buraco ou raspar em uma guia.

3 – Realize check-ups periódicos do sistema de suspensão do veículo.

4 – Faça o rodízio dos pneus de acordo com o indicado no manual do carro.

5 – Respeite a carga máxima suportada pelo veículo.

6 – Evite arrancadas ou freadas bruscas.

7 – Faça a troca antes que alcancem a marca de segurança (TWI).

8 – Troque as válvulas dos compostos sempre que necessário.

9 – Ao efetuar a troca dos pneus, respeite as medidas indicadas pelo fabricante. Rodar com pneus fora da medida pode diminuir a vida útil do automóvel e comprometer a segurança dos ocupantes.

10 – Realize alinhamento e balanceamento sempre que notar trepidação ou desalinhamento no curso da direção.

Por fim, caso esteja em dúvida com algo, entre em contato com a equipe do Casa Grande AutoShopping pelo símbolo do WhatsApp ao lado ou pelos nossos telefones para pedir o orçamento da troca dos pneus para o seu carro!

Desenvolvido por Inside Digital
WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Estreito

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Centro

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade São José

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Palhoça

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Madre Benvenuta

WhatsApp chat

Entre em contato com a Unidade Campeche

×
ATENDIMENTO
(48) 3240 4900
WHATSAPP
(48) 9183 9434
E-MAIL
clique aqui
ORÇAMENTO RÁPIDO